O site latino, jenesaispop.com, especializado em entretenimento, cinema e música, postou no último sábado, dia 05/05, essa, que parece ser um compilado com as primeiras resenhas da crítica especializada sobre o single Accelerate, deixamos aqui a tradução:

“Isso não acontece com frequência, é por isso que, quando você vive uma catarse pop, sabe como reconhecê-la. E a primeira vez que ouvi ‘Acelerar’ foi um daqueles momentos em que tudo congela e você sente que algo muito especial está acontecendo em seu cérebro.”

O novo single de Aguilera, sem ser seu seguidor, me conquistou por sua bravura, sua sensualidade, seu magnetismo, sua modernidade naturalizada, sua relevância, independentemente de seu resultado comercial – presumivelmente ruim.

“A interpretação de Xtina, ágil e apaixonada, é perfeita para o que realmente faz a diferença, aquela produção de Kanye West que é pura sedução contemporânea, longe da obviedade de ambos os acessórios – os arranjos – e o formal – sua estrutura, com aquele outro-. A coisa realmente boa sobre “Accelerate” é que ela pega a promessa de algo que você quer, mas não vem, como quando uma boca pára por um momento, alguns centímetros, antes de beijar você. E introduzir um hype previsível teria sido a pornografia, que serve e permanece para os outros – embora seja inevitável fantasiar com um bom remix dançante para dar tudo. Se não é a minha música favorita do ano, fica muito mais perto “. – Raúl Ostwald Guillén

Seja qual for o seu passeio comercial imprevisível agora, Christina Aguilera pode muito bem se orgulhar de  ‘Accelerate’ que está  entre os mais avançados regisrros de sua especial ‘Music’. Aguilera menciona Nova York (“e todo mundo”) no começo, e Ty Dolla $ing Los Angeles (“e todos”), como se tivessem criado esse single como uma homenagem à música da moda nessas cidades ao longo das décadas.

Há algo de jazz no “Harlem”, no ritmo acelerado em que alguns dos participantes parecem improvisar rimas nas vozes e ruídos de fundo que foram perdidas no clube (latidos, carros de corrida do futuro “acelerando”?) , e também, no tom vocal do californiano Ty Dolla $ign, que parece ter permanecido afônico depois de ter cantado a noite toda sem poder limpar a garganta em um clube de morte ruim; há algo nas festas do Studio 54 e do Parlamento naquele teclado que surge de vez em quando cósmico, mas nunca chega a se transformar numa explosão de discoteca; há algo da vocação pop de artistas que foram curtidos em Nova York por toda a vida (de Debbie Harry até a própria Aguilera) em um claro pré-refrão e refrão no meio de tudo isso; mas também, como ambos anunciaram, “esta é uma viagem ao redor do mundo.”

Há algo do som urban de Timbaland  e sua maneira de produzir vozes como a de Justin Timberlake, algo da moda minimalista que se  impôs há um par de anos desde que o Drake e Bieber, e sintetizadores do Kanye West e seu colega Mike Dean (ambos presentes), da produção pós-soul a James Blake no outro, talvez algum eletro europeu ou “toque francês” no teclado mencionado… além do rap atual forçado por 2 Chainz.

“Em ‘Accelerate’ cada nota parece vir de um lugar diferente, lembrando-nos quando os alemães do “Kraftwerk” influenciaram a nova onda de hip-hop, tanto no Bronx, com ‘Planet Rock’ Afrika Bambaattaa (1982) como em Los Angeles, via Army of Uncle Jamm (1984). Mas acima de tudo “Accelerate” se destaca porque nada disso parece estar presente, formando um hino do futuro. Desde uma primeira audição em que você gasta 2 minutos esperando a música começar de uma só vez … até a revelação final na qual tudo se encaixa e você fica se foi perguntando de onde vem de cada uma desses ritmos e faixas excitantes.” – Sebas E.

Christina Aguilera tem má sorte? Claro que raramente se encontra a “no lugar certo na hora certa”: o Timberlake / Madonna / de Britney (muitos nem sequer se lembrar que ela também estava lá), o controverso ‘Not Myself Tonight’ que está sendo adicionado à controvérsia que existe com a Gaga, o caos de ‘Lotus’ e flop, que superou até mesmo que tinha acabado de sofrer o subestimado’ Bionic ” Eu sempre argumentar que esse é um álbum notável de pop eletrônico . Aproveite, cheio de ótimas músicas.

Quase dez anos depois, o azar ainda está lá: single produzido por Kanye, JUST NOW. O bom: é difícil trabalhar pior que ‘Lotus’

“O ruim: a repercussão que poderia ter antes não é, de forma alguma, a que pode ter agora … em princípio. Para ‘Your Body’ não soou como deveria e uma grande canção como ‘Birds of Prey’ mesmo transpareceu, mas a sentimental ‘Say Something’ atingido,  então ‘Accelerate’ podera ser surpresa positiva para a cantora de ‘You Lost Me. ‘Accelerate’ não é a bomba que poderia ser porque embora tenha vantagens (produção e coro, nem está errada com os versos Ty Dolla), outros permanecem muito (Stanza 2 Chainz sem função, poderia ter sido cortado, a própria Christina está inexplorada). Para fazer um gaguil similar: não é um ‘Jewels & Drugs’, mas não um ‘Do what U want’ ”. – Pablo N.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of